ADPF-RJ participa do I Simpósio Nacional de Combate à Corrupção em São Paulo.

Nos dias 9 e 10 de dezembro a cidade de São Paulo sediou o I Simpósio Nacional de Combate à Corrupção, realizado no auditório das Faculdades Integradas Rio Branco, o evento foi uma realização da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) e contou com a participação de autoridades no assunto de todo o país para discutir sobre o processo de enfrentamento à corrupção.

Dr. Luiz Carlos de Carvalho Cruz, diretor da ADPF-RJ

O evento foi aberto pelo presidente da ADPF dr. Carlos Eduardo Miguel Sobral e o diretor da ADPF-RJ Dr. Luiz Carlos de Carvalho Cruz e o vice-diretor Erick Blatt participaram do evento como debatedores, ao lado de nomes como Fausto de Sanctis, Joice Hasselmann, Leopoldo Pagotto, Milton Fornazari Junior, Paulo Bilynskyj, Francisco Sannini, Guilherme Cunha Werner, José Marcelo Previtalli, Edvandir Paiva, Hamilton Caputo Delfino, Gustavo Justino de Oliveira, Roberto Viegas, Roberto Livianu, Márcio Alberto Gomes Silva, Luís Vanderlei Pardi, Rafael Fernandes Souza Dantas, Raquel Kobashi Gallinati, Eduardo Fontes, André Ricardo Hauy, Rafael Alcadipani, Arles Gonçalves Junior, Jorge Pontes, Carlos Eduardo Miguel, Edson Fábio Garutti Moreira, Felipe Hayashi, Ulisses Prates, Luciano Caparroz, Adalto Machado, Guilherme Souza de Nucci, Pablo Oliva Souza e Anderson Daura.

Dr. Erick Blatt, vice-diretor da ADPF-RJ

Os temas foram:

  •  Cooperação Jurídica Internacional, crimes financeiros e corrupção transnacional.Organizações criminosas e mecanismos transnacionais de combate à lavagem de dinheiro. Uma perspectiva judicial do caso Panamá papers.Sociedade da informação: Prova Digital e Investigação. Os desafios da revolução digital e a utilização das novas tecnologias.

    Autonomia da Polícia Judiciária.

    A importância da necessária autonomia da Polícia Federal no combate à corrupção.

    Lava Jato: ética, cidadania e novas lideranças.

    Articulação interinstitucional no combate à corrupção.

    Papel das medidas cautelares no combate à corrupção.

    Operações policiais: investigação e execução.

    Colaboração premiada, acordo de leniência e compliance da Operação Lava Jato.

    Ficha Limpa – Uma história de Combate à Corrupção. Inovação: o aplicativo Mudamos.

    Organização criminosa e corrupção no Estado Democrático.

A ADPF vem realizando em todo o país uma série de eventos para debater o problema das corrupção com a sociedade, e a regional do Rio de Janeiro acaba de realizar a V Conferencia Nacional de Prevenção e Combate à Corrupção, quando o Cristo Redentor se iluminou de Verde e Amarelo em apoio ao combate à corrupção. Também foi realizada uma exposição de charges sobre a história da corrupção no país intitulada “A Corrupção no Brasil de todos os tempos”.

 

 

Texto: Mauro Mallet - ADPF-RJ

 

SEM COMENTÁRIO