Polícia Federal deflagra operação “Canal Fechado” no Aeroporto Tom Jobim no Rio de Janeiro

A Polícia Federal deflagrou a Operação “Canal Fechado” com a finalidade de desarticular uma quadrilha que atuava no aeroporto internacional Tom Jobim no Rio de Janeiro.

Foram cumpridos 2 mandados de prisão preventiva e 3 mandados de busca e apreensão e a quadrilha vinha atuando há dois anos com a participação de um analista tributário da Receita Federal e  3 funcionários de uma empresa que presta serviços terceirizados no aeroporto.

Os presos contratavam pessoas para trazer mercadorias do exterior e facilitavam a chegada no aeroporto, recebendo e revendendo os bens importados como telefones celulares, relógios, perfumes e videogames.

Dentre as pessoas que trouxeram mercadorias estava um militar do Exército que atuou nas tropas brasileiras que serviram no Haiti.

O tributarista foi indiciado pelo crime de pertencimento à organização criminosa e facilitação de contrabando ou descaminho e os dois homens presos por contrabando, descaminho e também por pertencimento à organização criminosa.

As investigações da Polícia Federal tiveram início em janeiro deste ano com a prisão de dois funcionários da empresa prestadora de serviços.

 

 

Mauro Mallet – ADPF-RJ

 

SEM COMENTÁRIO